Buscar
  • hanspeda

Como entrei nessa roubada


Conheci as Corridas de Aventura assistindo um quadro do Fantástico da Globo sobre o Eco-Challenge, nos primeiros anos da década de 2000.


Aquele pessoal pedalando, correndo, remando utilizando seus conhecimentos de técnicas verticais e procurando os pontos no caminho usando apenas o mapa e a bússola era algo que combinava perfeitamente com a minha personalidade aventureira e era algo que eu realmente queria fazer.


Eu sabia que um dia eu iria praticar aquele esporte, no entanto a distância, escassez e custo das provas, somado à minha rotina de trabalho como publicitário e lazer como voador de parapente, praticamente faziam das Corridas de Aventura um sonho impossível.


Em 2004 eu soube de algumas provas mais curtas e acessíveis aqui no estado de Santa Catarina, participei da primeira corrida em outubro ou novembro do mesmo ano e corri todas as etapas do campeonato catarinense de 2005 na categoria aventura (atletas iniciantes).


Em 2006 migrei para a categoria Expedição (atletas experientes), mesmo ano em que ajudei a organizar uma prova e fui chamado para integrar uma equipe para correr o Ecomotion, prova brasileira que na época era válida pelo ARWS (circuito mundial).


Passei muitos anos montando e liderando equipes, depois passei um tempo integrando outras equipes que estavam desfalcadas. Corri com muita gente legal e em 2016 (se não me engano) eu cobri a licença paternidade do Paulinho e fui muito bem acolhido na família Guartelá.


Em 2017 aceitei o desafio de organizar uma prova com o nome Kraft Race e passei a incentivar outros atletas a correrem com este mesmo nome de equipe, mês que vem iremos em 20 atletas para uma competição, então, acho que está dando certo.


Nesses 15 anos muita coisa já passou, mas o fato é que ainda temos muita coisa a fazer por este esporte fascinante!

150 visualizações3 comentários